Sociologia - vol 1 - 1º ano


Caderno do Aluno
ensino médio 1º série
Sociologia
Página 9, 10

1- Conhecimento cientifico; uma forma valida de pensamentos; O olhar neutro, esta sempre repleto no senso;

Página 10 

Imediatista- não se preocupa em definir nada muito bem.
Superficial- conforme a aparência (o que vi; o que senti; o que me disseram; o que diz).
Acrítico- não estabelece uma visão apropriada do que vê.
Cheio de sentimentos- emoção.

Leitura e Análise e texto e imagem

Pág -14,15,16,17.

A) O pássaro possui características humanas; é possível visualizar o pássaro em diversos ângulos: por cima, por baixo e de lado. Temos a impressão de estarmos dentro ou até mesmo por fora da imagem.

B) As colunas são impossíveis, pois apesar de parecer elas não estão alinhadas. A escada só é possível porque andar de cima está alinhado com o andar debaixo

C) A água sobe em formato de zig-zag e volta para o mesmo lugar. As plantas do jardim são típicas do fundo do mar. Os pilares parecem estar ao lado do outro, mas não estão.


Página 17
D) Como o proprio titulo diz essa obra é relativa quem ver ela de seus diferentes angulos diz que ela esta de ponta cabeça.

Página 20 

1- Saber imediato : Nível mais elementar do conhecimento baseado em observações ingênuas da realidade.

Saber subjetivo : Construído com base em experiência subjetivas.

Saber heterogêneo : Resulta de sucessivas acumulações de dados provenientes da experiência, sem qualquer seletividade, coerência ou método.

Páginas 25,26,27

1-Andou sem rumo pela costa,matou a sede em uma fonte de água doce e com medo dos animais selvagens do lugar subiu em uma arvore pra passar a noite.

2-Ele achou um machado,saco de pregos.cordas,pedaços de pano encerado pela vela,três pés-de-cabra,duas barricas de balas de mosquete,sete mosquetes,mais outra espingarda de atirar chumbo,uma caixa de munição,um barril de pólvora molhada,roupas,uma rede,um colchão,uma reserva de pão,três barris de rum e aguardente,uma caixa de açúcar e um tonel de farinha.
Porque com as cargas que ele encontrou no navio ele poderia se defender dos animais selvagens,fazer um abrigo na praia ou até mesmo uma jangada e se manter vivo com a comida até que alguém o encontra-se.

3-Sozinho e abandonado,ficou doente (com febre e alucinações)e já tinha a certeza que iria morrer aos poucos.Desanimado e triste ele culpava a DEUS pelo o que lhe havia acontecido.

4-Fazer um calendário para não perder noção do tempo e escrever um diário relatando de uma forma resumida os acontecimentos.

5-Curar sua febre com fumo do modo que se fazia no Brasil.Ele não sabia direito como se fazia então tentou de vários modos:Mascou folhas verdes,tomou infusão de fumo em corda com rum e aspirou a fumaça de folhas queimadas no fogo.

6-A fazer um calendário de forma improvisada,curar doenças,domesticar animais,plantar,armazenar mantimento,fazer um pilão de madeira pra moer os grãos de milho para que virassem farinha e etc.

7-Para se sentir menos sozinho e escutar mais uma voz alem da dele,mais ele lamentava não ser de outro homem.

Página 29

1) Chuck Noland pede socorro e grita para ver se há outras pessoas na ilha.

2) gritando socorro e escrevendo na areia

3)(5)
(1)
(3)
(2)
(6)
(4)

Página 30

4) (x) Descobrir onde estava
(x) encontrar outros seres humanos

5) -

6) Ele achou que poderia ser um sobrevivente, então ele correu até lá desesperadamente para ver se a pessoa estava morta ou ainda com vida.

7) Ele fez isso porque onde ele vive (sociedade), quando uma pessoa morre costumamos enterrá-las.

Página 31

8) Deixou a foto da família dele no bolso da camisa e identificou o corpo em uma pedra, colocando o ano do nascimento e da morte , além do nome.

9)(x) Fitas de videocassete, papéis de divórcio, cartão de aniversário, bola de vôlei, patins de gelo, vestido.

10) Ele usou as fitas de videocassete para a construção da cabana e da canoa,com a bola de vôlei ele fez o Wilson de companheiro, as lâminas do patins como arma de pesca.

Página 32

11) Ele esfregou dois pauzinhos e colocou um pouco de folha seca e soprou até conseguir a aparição do fogo. Fez isso devido a sua herança cultural.

12) Wilson é uma bola de vôlei que Chuck Noland acha nas caixas que iam pelo correio. Ele precisa se comunicar com algo ou alguém para não se sentir tão sozinho, então ele dá o nome de Wilson a bola e passa a conversar com ela como se fosse outra pessoa.

Página 36

1) A jornalista pediu para que ele falasse sobre o assunto, devido ao grande número de casos de linchamentos, sendo São Paulo a cidade que mais lincha.

2) Ele procura falar o que é de real, de concreto, que ele descobriu através do estudo, pesquisando e analisando, ou seja, descobrindo as coisas como elas verdadeiramente são, fugindo então do senso comum

Página 37

1) Ele explica que as sociedades lincham quando a estrutura é débil. Na França, ter traído a pátria era um motivo para linchar, no caso da Itália, aconteceu o mesmo. No Brasil, é o fato de não termos justiça, sendo assim pelo menos na percepção das pessoas comuns.

2) Em geral, é linchado o pobre, mas há varias exceções. Há uma pequena porcentagem superior de negros em relação a brancos. Por exemplo, se um branco e um negro cometem o mesmo crime, a probabilidade de o negro ser linchado é maior.

3) Não há tanto uma divisão de ricos e pobres. De modo geral, os linchamentos são urbanos. Ocorrem em bairros de periferia. Porém, há linchamentos no interior do País, onde quem atua é a classe média.

via: 100 Repetentes